domingo, outubro 01, 2006

O FIM
Hoje estou assim
A vislumbrar um fim
Que há muito me assombrava
Mas eu não acreditava
Que pudesse acabar
Com o amor que tinha pra dar
Estou sozinha novamente
Mas não muito crente
Que o amor volte a acontecer
E me faça novamente viver...

2 comentários:

Nuno disse...

Muito giro este poema... Dá muito em que pensar... Sobretudo numa coisa que andamos sempre a lutar... Amor na vida! Beijos...

celio disse...

gostei do poema...mas pensando q isto exprime o teu estado de espirito...é triste q te tenhas sentido assim...beijos